Testemunhos

Daniel Santos

Testemunhos

Aqui serão colocados os testemunhos das partes interessadas e do público em geral sobre o projeto LIFE WolFlux e os resultados alcançados por este

1. Jaime Silva

 

“Entre homens e lobos existe uma ferida aberta, uma ferida que não se vislumbra poder sarar…

Nos textos de reportagem e nos livros de ficção é comum esta relação homem/ lobo ser descrita de uma forma romanceada, utilizando um fraseado mais próximo da poesia do que da realidade. Talvez porque a paisagem bucólica das regiões remotas, escolhidas por homens e lobos, assim influencie quem os escreve.

A realidade, essa, é pouco poética. Invariavelmente este conflito que se perde na antiguidade da história lusa, termina com um criador a chorar as perdas do rebanho ou com um lobo violentamente assassinado pelas mais diversas formas. Da poeira dos tempos chegam até hoje lendas e contos em que o lobo assombra o imaginário das nossas crianças e os fojos do lobo permanecem na paisagem das nossa serras como marcadores de um holocausto que quase extinguiu o lobo no nosso país.

Hoje, certamente beneficiando da proximidade de outras populações lupinas existentes na vizinha Espanha, com a desertificação do nosso interior e com o latente abandono da agricultura, encontraram uma melhor conjuntura para povoar a região norte do país. As populações do Alto Minho e Trás-os-Montes, são já algo numerosas e a ligação às alcateias do país vizinho proporciona melhores condições para a sua sobrevivência, quer por força de uma razoável quantidade de presas naturais nestas regiões, quer pela diversidade genética que é assegurada por um mais elevado número de cruzamentos entre espécimes.

As populações a sul do rio Douro, aparentemente constituídas por dois núcleos ficaram geograficamente mais isoladas e com os seus territórios confinados pela construção de autoestradas. A consanguinidade consiste num risco elevado para estas alcateias.

Hoje, como ontem, o conflito permanece. O lobo continua a matar o que não deve e morrer como não devia. Mas também existe uma forte corrente de consciencialização. Existe muito trabalho de campo feito por biólogos e muitos projectos, para parar esta guerra milenar.

A força das ideias, a ciência e o trabalho voluntário de muitos, parecem ser a fórmula para uma coexistência pacifica. Afinal, a nossa história e a dos lobos está tão umbilicalmente ligada, que seria um irrefutável défice de inteligência da nossa parte, não conseguir partilhar o futuro com um animal que tem demonstrado a coragem e adaptabilidade para nos resistir e acompanhar até aos dias de hoje.

Em relação ao projeto LIFE WolFlux, entendo ser um projecto com cabeça, tronco e membros, dedicado ás populações do lobo mais fragilizadas a sul do Douro, projecto esse que me inspirou a escrever este texto”

 

por Jaime Silva, 22.04.2020

  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.