Aumentar a Quantidade de Presas Selvagens

Public domain photo

Aumentar a Quantidade de Presas Selvagens

Um dos fatores por trás dos ataques de lobo ao gado é a falta de presas selvagens em abundância e densidade suficiente para suportar as necessidades das alcateias. O projeto abordará este tópico estudando a situação das espécies de presas selvagens na área e trabalhando para aumentar os seus números.

Florian Möllers / Rewilding Europe

Criação de um plano de gestão das espécies de presas de lobo a sul do Rio Douro

Planos globais de gestão serão preparados para espécies de presas de lobo em Portugal (corço, javali e veado) através de um processo participativo.

A fim de assegurar que todas as partes interessadas são incluídas neste processo participativo, associações de caça serão mapeadas e sessões participativas serão organizadas. Outras partes interessadas relevantes, incluindo o público em geral e proprietários privados, também serão envolvidos para definir as diretrizes a serem incluídas nos planos de gestão.

Public domain photo

Aumentar a disponibilidade de presas selvagens para lobos

Com base nos resultados do censo de corço (Ação A.4) e na informação obtida no estudo de dimensão humana (Ação A.7), as melhores áreas para a melhoria de habitat de corço e reforço da população serão identificadas.

O objetivo é aumentar as densidades de corço nas áreas onde existam alcateias ou que possam vir a ser recolonizadas pelo lobo no futuro. Quando as presas selvagens existem em abundância e o gado está protegido, o lobo alimenta-se preferencialmente de presas selvagens, e o impacto sobre a pecuária diminui, chegando a ser residual em muitas áreas da Península Ibérica.

  • Este campo é para efeitos de validação e deve ser mantido inalterado.